História do São Bento da Porta Aberta

São Bento da Porta Aberta é um santuário cristão português, localizado na freguesia de Rio Caldo, em Terras de Bouro. Teve a sua origem em 1640, com a construção de uma pequena ermida. Eis como as coisas se passaram. Em 1614, o Rev.º Cónego Miguel Pinheiro Figueira, visitador das freguesias de Entre Homem e Cavado, foi à de Rio Caldo, onde verificou que o lugar da Seara da Forcadela ficava muito distante da igreja paroquial, o que tornava difícil a administração dos sacramentos aos seus moradores. Para obviar a esta dificuldade, ordenou ao abade da freguesia, P. João Rodrigues, que, até ao Natal seguinte, mandasse construir uma ermida no referido lugar «por ser muito necessário e do serviço de Nosso Senhor».


O abade pôs logo mãos à obra e, em Junho de 1615, requeria licença para celebrar missa na ermida, que dedicara a S. Bento, pois ela estava «muito bem acabada, de fermosa parede, e bem caiada, com seu enchaxo (?) (-nicho) na parede, de seis palmos em alto, lavrado de esquadria, com suas folhagens e seu campanário muito bem feito. Está bem emmadeirada d'olivel e toda forrada, com suas portas principal e travessa, de esquadria os portaes, e o telhado mui bem concertado e todas as telhas com cal. A invocação (é) do Padre Senhor São Bento, que está feito de vulto (-imagem), de quatro palmos e meio em alto, muito bem pintado».

Seguidos os trâmites legais, o Sr. Arcebispo Primaz, a 29 de Junho de 1615, deu licença para «que se possa alevantar altar e dizer missas na hermida de São Bento Recebe anualmente 2,5 milhões de peregrinos, depois de um investimento em obras estimado em três milhões de euros

Início: Minho em Festa // 10:59
Categoria:

 
Tecnologia do Blogger.